Menu

Gestão de Projetos em Educação - Ciências da Educação - Sem Ramos - Especialidades


7.5
ECTS / Credit Units
Year: 3 / 1º Semestre
Plan: 2016/17
Scientific Area: EDU
Level: Básico

Semestral Hour Load

Theorical:
Theorical-Pratical: 60.00
Pratical and Laboratorial:
Fieldwork:
Seminar:
Internship:
Tutorial: 3.00

 

Assigned Internship Hours:
Assigned Projects Hours:
Assigned Fieldwork Hours:
Assigned Study Hours:
Assigned Evaluation Hours:
Others:

Degree having this Course

Degree - Branch Degree Plan Year
Ciências da Educação - Sem Ramos - Especialidades 2016/17

Teaching Staff

Sofia Micaela Castro da Silva
Sofia Micaela Castro da Silva


Responsibilities:
Regência
Responsável pelas Pautas
Ensino teórico-prático
Orientação tutorial

Course Information

Course Objectivs

It is intended that the student acquires a comprehensive and integrated manner, the scientific basis needed for the construction of educational intervention projects, and to this end:

- Identify the steps in the construction of an educational intervention project.

- To recognize the political and administrative organization of school education, relating it to the curriculum organization of the Portuguese education system.

- To promote critical capacity and the innovative spirit in educational policy matters.

- Understand the dynamics of the project in strategic management of the school environment.

Evaluation Criteria

The evaluation of student learning is procedural and continuous and assumes a minimum compulsory frequency of 80% of the classes taught, which is equivalent to 48 hours of the total of 60 hours of the course's hours. The evaluation model adopted is Evaluation Model A and includes the following evaluation elements:

Elements of evaluation:

1. Individual written test (frequency): with the evaluation of the contents programmed until the test date) (50% of the final grade).

2. Group work (written and presented orally): theoretical work on subjects raised from the program themes and defined together with the teacher (50% of the final grade).

Program Resume (get program detail)

1. Vision, Mission and Values: organizational identity.

2. Strategic management, change management and organizational learning.

3. Work by Projects in Education: stages and construction processes.

4. The Educational Project and School Autonomy.

5. Critical Theory and Education School Project.

6. Organizational Images of the School.

7. Leadership and Organizational climates.

8. Knowledge necessary for educational / training practice.

Main Bibliography

Alves, J. M. (2003). Organização, gestão e projetos educativos das escolas. (6.ª ed.). Porto: Edições ASA.

Azevedo, J. (1999). Voos de borboleta. Escola, trabalho e profissão. Porto: Edições ASA.

Barbier, J. M. (1991). Elaboração de projetos de ação e planificação. Porto: Porto Editora.

Barroso, J. (2005). Políticas educativas e organização escolar. Lisboa: Universidade Aberta.

Carapeto, C. & Fonseca, F. (2006). Administração Pública. Modernização, Qualidade e Inovação. (2.ª ed.). Lisboa: Edições Sílabo.

Carvalho, A. (Org.). (1993). A construção do projeto de escola. Porto: Porto Editora.

Carvalho, A. & Diogo, F. (2001). Projeto educativo. (4.ª ed.). Porto: Edições Afrontamento.

Cortesão, L. & Leite, C., & Pacheco, J. A. (2002). Trabalhar por projetos em educação. Uma inovação interessante?. Porto: Porto Editora.

Costa, J. A. (2003). Imagens organizacionais da escola. (3.ª ed.). Porto: Edições ASA.

Costa, J. A. (2003). Projetos Educativos de Escola: um contributo para a sua (des)construção. Revista Educação & Sociedade, 24 (85), 1319-1340. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v24n85/a11v2485.pdf

Diogo, F. (1998). Por um projeto educativo de rede. Porto: Edições ASA.

Eurydice. (2007). O Sistema Educativo em Portugal. Disponível em: http://www.eurydice.org.

Fontoura, M. (2006). Do projeto educativo de escola aos projetos curriculares. Fundamentos, processos e procedimentos. Porto: Porto Editora.

Fraga, N. (2008). Dinâmicas no microcosmo social: o eclipse identitário. In Christine Escallier e Nelson Veríssimo (Org.) Educação e Cultura. Funchal: Grafimadeira, pp. 281-290

Fraga, N. & Correia, C. (2013). O Projeto ?Eu Participo?. Revista Internacional de Educación para la Justicia Social, 2(1), 93-118.

Freire, P. (2009). Pedagogia da Autonomia. (39.ª ed). São Paulo: Paz e Terra.

Fullan, M. (2003). Liderar numa Cultura de Mudança. Porto: Asa Editores.

Landsheere, G. (1997). A pilotagem dos sistemas de educação. Porto: Edições ASA.

Lima, L. (1998). A escola como organização e a participação na organização escolar. (2.ª ed.). Braga: Centro de Estudos em Educação e Psicologia, Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho.

Monteiro, M. (2007). Área de Projeto - 12.º Ano. Porto: Porto Editora.

Nóvoa, A. (1990). Análise da instituição escolar: relatório da disciplina de análise da instituição escolar. Lisboa: Universidade de Lisboa.

Pinar, W. (2007). O que é a Teoria do Currículo?. Porto: Porto Editora.

Raynal, S. (2000). A Gestão por Projecto. Lisboa: Instituto Piaget.

Santos Guerra, M. (2002). Entre bastidores: o lado oculto da organização escolar. Porto: Edições ASA.

Santos Guerra, M. (2003). No coração da escola. Porto: Edições ASA.

Silva, S. et al.. (2008). Liderança Escolar: qualidade que se aprende e desenvolve. In Alice Mendonça e António V. Bento (Org.) Educação em Tempo de Mudança. Funchal: Grafimadeira, pp. 115-127.

Sousa, J. M. (2000). O Professor como Pessoa. Porto: Edições ASA.

Tomlinson, C. & Allan, S. (2002). Liderar projetos de diferenciação pedagógica. Porto: Edições ASA.

Trilla, J. (2004). Animação Sociocultural. Teorias, programas e âmbitos. Lisboa: Instituto Piaget. Horizontes Pedagógicos.

Whitaker, P. (2000). Gerir a mudança nas escolas. Porto: Edições ASA.

Zabalza, M. (2003). Planificação e Desenvolvimento Curricular na escola. (7.ª ed.). Porto: Edições ASA.

Other Biographical Sources / Support Documents

Lei de Bases do Sistema Educativo - Lei nº 49/2005 de 30 de agosto. A Lei n.º 46/1986, de 14 de outubro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 115/1997, de 19 de setembro, e com as alterações e aditamentos introduzidos pela presente lei, é republicada e renumerada na sua totalidade em anexo, que dela faz parte integrante.

Decreto Legislativo Regional n.º 4/2000/M de 31 de janeiro - Aprova o regime de autonomia e gestão dos estabelecimentos de educação e de ensino públicos da RAM.

Decreto Legislativo Regional n.º 21/2006/M de 26 de junho - Altera e republica o Decreto Legislativo Regional n.º 4/2000/M.

Student Support

Friday from 17:30 to 19:30 (We request that interested students contact the teacher previously).

Associated Links

Comments

Sexta-feira das 17h30 às 19h30 (Solicita-se que os alunos interessados contactem previamente o docente).

 

Forum