Comunicação de pesar

Maria Victoria Carpio-Bernido

A Universidade da Madeira (UMa) expressa condolências à família da Professora Maria Victoria Carpio-Bernido que faleceu, no dia 6 do corrente mês, devido a doença prolongada. A Professora Victoria participou, na Madeira, em vários Workshops Internacionais “Madeira Math Encounters” organizados pelo Centro de Ciências Matemáticas (CCM) e pelo Polo do Centro de Investigação em Matemática e Aplicações (CIMA) da UMa, mantendo ao longo de sucessivos anos, uma estreita colaboração científica com alguns investigadores da UMa.

A Professora Doutora Carpio-Bernido foi Diretora do Central Visayan Institute Foundation (CVIF). Concluiu o Doutoramento (Física) e mestrado (Física) pela State University of New York, em Albany, onde foi premiada com o título de Most Outstanding Physics Teaching Assistant of the Year. Licenciou-se em Física pela University of the Philippines (UP), onde recebeu uma bolsa do National Science Development Board para estudantes dotados nas áreas da ciência e matemática. Recebeu também o Distinguished Achievement Award pela International Honour Society Phi Kappa Phi, UP Chapter. Foi-lhe ainda atribuído o título de Doutor Honoris Causa, em Humanidades, pela Holy Angel University, e o título de Doutor Honoris Causa, em Pedagogia, pela Ateneo de Naga University.

A Dra. Carpio-Bernido lecionou na UP, onde recebeu um Chancellor’s Award, atribuído aos Docentes mais notáveis, e um Achievement Award in Physics, pelo National Research Council of the Philippines. Foi membro associado do International Centre for Theoretical Physics, Itália (1992-1996), Bolseira de Investigação da Alexander von Humboldt Foundation na Alemanha (1996-1997), e realizou um intercâmbio de investigação no Japão, apoiado pelo Japan Society for the Promotion of Science. Em 1992, foi cofundadora do Research Centre for Theoretical Physics (CVIF), o qual organizou nove workshops internacionais.

Como educadora, ficou classificada em segundo lugar entre 65,000 examinandos no National Licensure Examination for Teachers de 2002. Foi crucial na conceptualização e implementação do Programa de Aprendizagem Dinâmica (DLP) da CVIF, em 2002, para alcançar níveis de desempenho globalmente competitivos apesar de recursos escassos e instalações inadequadas. Juntamente com o seu cônjuge, Christopher Bernido, receberam o Ramon Magsaysay Award, em 2010, por melhorar a educação básica nas Filipinas através do CVIF-DLP.