Publication Date: 11/01/2021

XVI Colóquio CIE-UMa evoca Paulo Freire e a sua pedagogia

O Centro de Investigação em Educação da Universidade da Madeira (CIE-UMa) vai organizar nos próximos dias 18 e 19 de fevereiro de 2021 o seu XVI Colóquio, este ano subordinado ao tema “Paulo Freire e a sua pedagogia: crítica, resistência e utopia. No Centenário do seu nascimento (1921-2021)”.

Em ano de centenário do nascimento de Paulo Freire (1921-2021), o CIE-UMa propõe-se a reavivar o legado deixado pelo educador, pedagogo e filósofo, revisitando a sua metodologia, eivada de diálogo entre professor e aluno, na qual o papel ativo e crítico do aluno vivifica a aprendizagem.

Crítico acérrimo da ideia de que o professor detinha todo o conhecimento e o aluno era apenas um depósito de noções e de crenças, Freire defendia uma educação que conduzisse à liberdade e ao conhecimento do mundo, tendo em vista a sua transformação.

Em pleno século XXI, no qual se vivem momentos cruciais para a Educação em Portugal e no mundo, os desafios com que nos deparamos são acutilantes: Que competências são necessárias para se exercer uma cidadania pró-ativa? Como decidir, de forma crítica e conscienciosa, em situações não-lineares, de grande complexidade, incerteza e inquietação? Como liderar e como acolher a liderança? Como usar a técnica e a ciência para tomar decisões e vencer os obstáculos do tempo presente?

É neste sentido que, de olhos postos no campo científico educacional atual, o CIE-UMa revisitará a Educação Crítica de Paulo Freire, alicerçada numa dimensão profundamente dialógica anti opressiva e não autoritária.
Como é seu apanágio, em consonância com as linhas de investigação: Currículo, Inovação Pedagógica e Administração Educacional, o XVI Colóquio CIE-UMa privilegiará um espaço de reflexão e debate acerca da Educação, enquanto veículo promotor de uma sociedade idónea, crítica e inclusiva.

Do programa do colóquio constam, além de oficinas temáticas, quatro conferências plenárias que contam com as intervenções de Carlos Alberto Torres, da Universidade da Califórnia e Diretor Fundador do Instituto Paulo Freire de São Paulo; de Maria José de Jesus Camacho, da Faculdade de Ciências Sociais da UMa; de Afonso Scocuglia, da Universidade Federal da Paraíba; e de Sónia Martins, da Faculdade de Ciências Exatas e das Engenharias da UMa.
Além disso, será lançado, no dia 18, às 17h45, o livro “Avaliação (externa) da qualidade do ensino superior e autonomia científica: tensões e desafios” e, no dia 19, às 13h00, o livro “Literacia Científica: Ensino, Aprendizagem e Quotidiano”.

As inscrições para o XVI Colóquio CIE-UMa já estão abertas e podem ser efetuadas online através do formulário disponível na página https://tinyurl.com/coloquio-cie-2021 . Os interessados em apresentar trabalhos no colóquio devem submeter os respetivos resumos até ao dia 22 de janeiro de 2021. Mais informações acerca do colóquio estão disponíveis em https://xvicoloquiocieuma.wordpress.com/.

Caso a evolução da pandemia permita, o Colóquio será realizado em formato presencial, caso contrário, será realizado integralmente por meio de plataformas digitais.