Disciplina: Técnicas de caracterização celular e molecular

Área Científica:

Bioquímica

HORAS CONTACTO:

72 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1  - Tendo por base a aprendizagem já efectuada em disciplinas anteriores de nível básico, esta unidade curricular tem o objectivo de capacitar o aluno com conhecimentos (teóricos e práticos) sobre um conjunto de ferramentas (técnicas experimentais) de grande importância em Bioquímica.
ACR:68 - dll:1.0.5.1 - updated: 2020-01-21 06:56:17

Conteúdos / Programa:

1  - CULTURA DE CÉLULAS ANIMAIS
Aspectos básicos da cultura de células animais. O laboratório e o equipamento para cultura de células animais. Aspectos de segurança a ter em consideração. Técnicas assépticas. Aplicações da cultura de células animais.
2  - TÉCNICAS DE CENTRIFUGAÇÃO
Princípios básicos de sedimentação. Tipos de centrífugas e cuidados a ter na sua manipulação. Centrifugação preparativa (centrifugação diferencial e centrifugação em gradiente de densidade). Centrifugação analítica.
3  - TÉCNICAS DE MICROSCOPIA
Aspectos e definições gerais em microscopia. Microscopia óptica. Microscopia óptica de fluorescência, incluindo microscopia confocal. Microscopia electrónica de varrimento e de transmissão. Microscopia de força atómica.
4  - MÉTODOS DE CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DE BIOMOLÉCULAS
Espectrometria de massa (MALDI-TOF). Espectroscopia do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). Ressonância Magnética Nuclear (RMN).
5  - ESTRATÉGIAS E MÉTODOS USADOS NA EXTRACÇÃO E PURIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS
Técnicas de obtenção de extractos proteicos. Estratégias para a purificação de proteínas. Salting-out. Diálise. Técnicas de cromatografia.
6  - TÉCNICAS ELECTROFORÉTICAS
Princípios gerais. Meios de suporte. Electroforese de proteínas. Electroforese de ácidos nucleicos. Electroforese capilar. Métodos de quantificação dos resultados electroforéticos (densitometria). Focagem isoeléctrica.
7  - TÉCNICAS DE ANÁLISE DE PROTEOMAS
Electroforese Bi-dimensional (2-D): principais fundamentos e aplicações. Métodos experimentais de determinação da sequência de aminoácidos. Os métodos de Sanger e Ellman. Hidrólise ácida e alcalina. Digestão enzimática e utilização de endopeptidases.
8  - TÉCNICAS IMUNOQUÍMICAS
Produção de anticorpos. Técnicas ELISA (técnica indirecta e em sandwich). Immunoblotting. Imunoprecipitação. Imunofluorescência. Imunohistoquímica.
9  - TÉCNICAS COM RADIOISÓTOPOS
A natureza da radioactividade. Detecção e medida da radioactividade (aspectos práticos e análise de resultados). Questões de segurança. Vantagens e restrições das técnicas com radioisótopos. Aplicação de radioisótopos nas ciências biológicas e biomédicas.
10  - TRABALHOS PRÁTICOS
Realização de trabalhos experimentais relacionados com os conteúdos teóricos da unidade curricular.
ACR:68 - dll:1.0.5.1 - updated: 2020-01-21 06:56:17

Bibliografia / Fontes de Informação:

Keith Wilson, John Walker , 2010 , Principles and Techniques of Biochemistry and Molecular Biology , Cambridge University Press

R. Ian Freshney , 2010 , Culture of Animal Cells: A Manual of Basic Technique and Specialized Applications , Wiley-Blackwell

ACR:68 - dll:1.0.5.1 - updated: 2020-01-21 06:56:17

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
A avaliação desta UC curricular é realizada através de:
a) Testes (2 testes, um a meio do semestre e outro no final do semestre); os testes permitem avaliar os conhecimentos e competências adquiridos individualmente por cada aluno; os testes tem um peso de 70% na avaliação global da UC;
b) Relatórios científicos dos trabalhos experimentais efectuados ao longo do semestre; os trabalhos experimentais são realizados em grupo, assim como os correspondentes relatórios; os relatórios permitem avaliar a capacidade dos estudantes de interpretar os resultados experimentais e de os comunicar na forma escrita, bem como a capacidade de trabalho em equipa; os relatórios tem um peso de 30% na avaliação global da UC.
Os testes podem ser objecto de recurso em época complementar de avaliação; os relatórios não são objecto de recurso em época complementar de avaliação. É exigida uma nota mínima de 9,5 valores em cada componente da avaliação.
ACR:68 - dll:1.0.5.1 - updated: 2020-01-21 06:56:17