Disciplina: A Pessoa em Situação Crítica

Área Científica:

Enfermagem

HORAS CONTACTO:

32 Horas

NÚMERO DE ECTS:

2 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1. - Desenvolver competências na assistência à pessoa a vivenciar processos complexos de doença crítica e/ou falência orgânica;
2. - Explorar os princípios da avaliação primária, ressuscitação e algoritmo do suporte avançado de vida;
3. - Desenvolver competências na administração de fármacos à pessoa em situação crítica. Competências a desenvolver:Analisa, interpreta e sintetiza dados objetivos de situações emergentes, gerindo informação proveniente de diferentes fontes; Interpreta o exame primário e secundário de uma forma organizada e eficiente priorizando as necessidades; Planeia a intervenção face às necessidades da pessoa em situação crítica mobilizando os conhecimentos necessários e utilizando recursos técnicos adequados à resolução dos problemas; Trabalha em equipa intra ou interdisciplinar favorecendo um clima de cooperação; Identifica práticas de risco e adota as medidas apropriadas. Identifica práticas de risco e adota as medidas apropriadas.

Conteúdos / Programa:

1. - Relato pré-hospitalar
2. - Sala de reanimação
3. - Avaliação primária e ressuscitação
4. - Algoritmo de Suporte Avançado de Vida
5. - Controlo da Via Aérea e ventilação
6. - Choque
6.1. - Choque hemorrágico
7. - Cuidados de Enfermagem à pessoa com Bradiarritmias e Taquiarritmias
8. - Traumatismo
8.1. - Traumatismo Neurológico
8.1.1. - Traumatismo crânio-encefálico
8.1.2. - Traumatismo vertebro-medular
8.2. - Traumatismo musculosquelético
9. - Fármacos utilizados no doente crítico

Bibliografia / Fontes de Informação:

American College of Surgeons , 2012 , Advanced Trauma Life Support (ATLS) ? Student Course Manual , American College of Surgeons
M. Cecconi, D. Backer, M. Antonelli,R. Beale, J. Bakker,C. Hofer, A. Rhodes , 2014 , Consensus on circulatory shock and hemodynamic monitoring. Task force of the European Society of Intensive Care Medicine , Intensive Care Medicine
European Resuscitation Council , 2015 , European Resuscitation Council Guidelines for Resuscitation , European Resuscitation Council
T.Fagan, R.Sunthareswaran R. , 2004 , Lo Esencial en Sistema Cardiovascular , Elsevier Espanha, S.A
F. Fischbach, M. Dunning III , 2013 , Manual de Enfermagem: Exames Laboratoriais & Diagnósticos , Guanabara koogan

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
Os diferentes conteúdos serão tratados com uma metodologia ativo-participativa, com recurso à utilização do método expositivo, pesquisa bibliográfica e análise de documentos e resolução de problemas através de casos simulados. O modelo de avaliação é o B, conforme o RAAAUMa e inclui uma frequência (50%) e uma prova prática (50%). A classificação final é expressa na escala de 0 a 20 valores e é da responsabilidade do professor. A aprovação da unidade curricular implica aprovação em todas as componentes (mínimo 9,5 valores) e exige a presença em 80% das horas. Há recuperação em época de recurso/melhoria ou especial.

Regente da Disciplina:

Rita Maria Lemos Baptista Silva