Disciplina: Reabilitação Urbana

Área Científica:

Engenharia Civil

HORAS CONTACTO:

80 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

A) - Sensibilizar os estudantes para mudança de paradigma no setor da construção onde a reabilitação urbana tem crescido, não só pela necessidade da manutenção, mas também pelas novas exigências de habitabilidade e ambientais e pela disponibilidade de novas tecnologias.
B) - Dotar os estudantes de conhecimentos sobre as políticas para a reabilitação, especialmente das cidades mais antigas, e das respetivas estratégias de planeamento utilizadas.
C) - Capacitar os estudantes para realização de candidaturas aos diversos programas de financiamento para a reabilitação urbana e eficiência energética, assim como de outras alternativas.
D) - Reconhecimento do património edificado nacional e regional.
E) - Realização de diagnóstico e inspeção de edifícios existentes.
F) - Proposta de medidas de intervenção e realização de projeto de reabilitação de edifícios respeitando os princípios internacionais relativos à intervenção em edifícios existentes.

Conteúdos / Programa:

1. - O conceito de reabilitação urbana integrada. Os 3Rs: Reabilitação, Reconversão e Renovação urbanas. Sustentabilidade. Alterações climáticas. Eficiência Energética.
2. - Dinâmicas sociais e económicas para a reabilitação. Instrumentos para a reabilitação urbana. Legislação. Políticas. Programas. Planos.
3. - Financiamento da Reabilitação. Implementação e Monitorização. Programas de financiamento.
4. - Caracterização do edificado tradicional em Portugal.
5. - Fatores de degradação de edifícios. Vida útil. Durabilidade. Anomalias não estruturais em edifícios antigos.
6. - Levantamento e diagnóstico de anomalias e patologias em edifícios. Ensaios.
7. - Princípios de Intervenção no Espaço Construído. Exigências regulamentares aplicáveis à Reabilitação de edifícios antigos. Reabilitação térmica e acústica de edifícios.
8. - Soluções de intervenção em edifícios antigos. Materiais e tecnologias de reabilitação não estrutural.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Álvaro Santos , 2018 , Reabilitação Urbana e a Sustentabilidade das Cidades , Vida Económica
Autores , 2010 , O Novo Regime da Reabilitação Urbana , Almedina
Proença de Carvalho, Uría Menéndez , 2010 , Reabilitação Urbana , Vida Imobiliária
Francisco Cabral Metello , 2008 , Manual de Reabilitação Urbana , Edições Almedina
Autores , 2006 , Guia Técnico de Reabilitação Habitacional , IHRU
Vasco Peixoto de Freitas , 2012 , Manual de Apoio ao Projecto de Reabilitação de Edifícios Antigos , OERN
João Appleton, José Aguiar, António Reis Cabrita , 2012 , Guião de Apoio à Reabilitação de Edifícios Habitacionais , LNEC
João Appleton , 2011 , Reabilitação de Edifícios Antigos. Patologias e Tecnologias de Intervenção , -
Vítor Cóias, Luís Filipe Coelho , 2009. , Inspecções e ensaios na reabilitação de edifícios , IST Press
Jorge Mascarenhas , 2012 , Sistemas de Construção XIII - Reabilitação Urbana , HORIZONTE
Autores , 2014 , Sistemas de Construção XIV - Construção e Reabilitação Sustentáveis , HORIZONTE
Autores , Legislação diversa. ,

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
Método de ensino: Aulas teóricas expositivas e participativas. Aulas teórico-práticas com resolução de problemas reais. Atendimento aos alunos para esclarecimento de dúvidas e apoio aos trabalhos práticos. Método de avaliação: Avaliação distribuída com: 2 Frequências (30% cada) e 2 Trabalhos Práticos (20% cada).

Regente da Disciplina:

Fátima Maria Pereira Gouveia