Disciplina: Bioquímica Ambiental

Área Científica:

Bioquímica

HORAS CONTACTO:

80 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1 - Objectivos da Aprendizagem: Adquirir conhecimentos teóricos e práticos, em Bioquímica Ambiental, sobre a importância do metaboloma celular na adaptação factores abióticos e bióticos. Compreender o carácter multi e interdisciplinar da Bioquímica Ambiental, através da exploração de exemplos que ilustram a sua interacção com outros domínios científicos. Tomar consciência das problemáticas actuais ou futuras deste domínio científico e das suas implicações no desenvolvimento.
2 - Conhecimentos, Aptidões e Competências a Adquirir pelo Estudante: Capacidade de trabalhar em equipa. Desenvolvimento da capacidade de concentração e estudo autónomo. Desenvolvimento de espírito crítico. Capacidade de aplicar os conhecimentos adquiridos a situações novas. Treino em técnicas laboratoriais. Capacidade em desenhar e planear o trabalho experimental, interpretar resultados e comunicá-los na sua forma escrita e oral.

Conteúdos / Programa:

1 - Introdução. Objetivos. Objeto de estudo, metodologia e métodos. Conceitos e teorias.
2 - Organização do metaboloma celular. Estrutura, vias metabólicas. Funcionamento, diversidades bioquímica e funcional. Estrutura, origem e papel destas diversidades na resposta e adaptação bioquímica ao meio.
3 - Interacções ecobioquímicas. Metaboloma emissor e receptor. Tipo de interacções entre metabolomas. Biotransformação. Processos e mecanismos moleculares associados.
4 - Bioquímica da adaptação ao meio abiótico. Factores ambientais e o metaboloma celular. Ação dos elementos abióticos. Mecanismos moleculares e estratégias adaptativas. Aclimatação e adaptação bioquímica ao meio.
5 - Bioquímica do stress. Teoria Geral do stress. Classificação dos stresses. Modelos de resposta e adaptação bioquímica ao stress abiótico, hídrico e edáfico.
6 - Análise e discussão de tópicos e temáticas específicas.
7 - Atividade laboratorial, modelação da ação de factor abiótico e das respostas associadas ao stress em populações aleatórias.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Farago, M.E. , 1994 , Plants and the Chemical Elements. Biochemistry, Uptake, Tolerance and Toxicity. , VCH. Weinheim
Harborne, J.B. , 1993 , Introduction to Ecological Biochemistry. , Academic Press
Mckersie B.D., Leshem, YA.Y. , 1994 , Stress and Stress Coping in Cultivated Plants , Kluwer Academic Pub. Dordrecht.
Smirnoff, N. , 1995 , Environment and Plant Metabolism. Flexibility and Acclimation , Bios Scientific Pub. Oxford.
Richards, I.S. , 2007 , Principles and Practice of Toxicology in Public Health. , Bartlette publishers
Alscher R.G., Cumming J.R. , 1990 , Stress Responses in Plants: Adaptation and Acclimation Mechanisms , Wiley Liss. New York
Krauss, G-J., Nies, D.H. , 2014 , Ecological Biochemistry: Environmental and Interspecies Interactions. , Wiley; VCH Verlag GmbH & Co. KGaA.
Hochachka, P.W., Somero, G.N. , 2002 , Biochemical Adaptation , Princeton Press.
Buchanan, B.B., Gruissem, W., Jones, R.J. , 2000 , Biochemistry and Molecular Biology of Plants. , American Society of Plant Physiologists
Fowden, L., Mansfield, T., Stoddart, J. , 1993 , Plant Adaptation to Environmental Stress. , Chapman & Hall.

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
A UC compreende aulas TP e PL. As TP incluem a lecionação acompanhada da projeção de conteúdos e a análise de artigos científicos da especialidade. Nas aulas é promovida a discussão de conteúdos específicos. As PL envolvem a realização de experiências, com a aquisição de dados de diferente natureza e a identificação de correlações específicas. A pesquisa bibliográfica prévia, os conteúdos da UC e os resultados experimentais são utilizados na elaboração de 1 relatório. Os trabalhos experimentais são realizados em grupo. a) Teste escrito, avaliação individual dos conhecimentos e competências adquiridos (30% da nota); b) Artigo científico, avaliação da capacidade de aquisição e sistematização, de forma critica, de informação específica (15% da nota); c) Trabalho experimental, avaliação da capacidade de planeamento e execução do trabalho em equipa (30% da nota); d) Relatório,avaliação da capacidade de tratamento e interpretação de resultados e da sua comunicação escrita (25% da nota).