Disciplina: História do Municipalismo

Área Científica:

História

HORAS CONTACTO:

74 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1 - Valorizar a História Contemporânea como disciplina científica;
2 - Reflectir sobre questões de interdisciplinaridade, em particular no âmbito das relações político-institucionais;
3 - Produzir reflexões e raciocínios críticos sobre problemáticas respeitantes aos aspectos sociais, históricos e culturais;
4 - Desenvolver competências de investigação e de redação de trabalhos científicos de nível pós-graduado no campo dos estudos do municipalismo;
5 - Adquirir conhecimentos quanto aos modos de entender e representar o(s) município(s) e os poderes locais intermédios, desde século XIX à contemporaneidade.

Conteúdos / Programa:

0 - Reflexão propedêutica sobre a UC e abordagem de alguns conceitos essenciais. Perspetiva geral sobre os municípios e o poder local na historiografia portuguesa e madeirense.
1 - Comunidades concelhias: génese e protagonistas. Órgãos e competências
2 - Os espaços político, económico e social. Centro(s)e periferia(s): entre os poderes régio e concelhio. As elites locais. O caso insular madeirense.
3 - Os municípios durante os séculos XIX e XX(ideários, reformas, legislação e realidades):
3.1 - A Monarquia Constitucional (1820-1910): o reformismo liberal.
3.2 - A 1.ª República(1910-1926): as contradições republicanas.
3.3 - O "Estado Novo" (1933-1974): a ordem corporativa.
3.4 - A 3.ª República: o novo poder local e autárquico.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Bonifácio, M. F. , 2009 , Uma História da violência política , Tribuna da História
Bonifácio, M. F. , 2005 , O século XIX português , Imprensa de Ciências Sociais
Bonifácio, M. F. , 1996 , Seis estudos sobre o Liberalismo português , Editorial Estampa
Caetano, M. , 1994 , Estudos de História da Administração Pública Portuguesa, (org. e pref. Freitas do Amaral) , Coimbra Editora
Caetano, M. , 1935 , A Codificação Administrativa em Portugal , Revista da Faculdade de Direito (UL)
Fernandes, J. S , 2000 , Poder local e Revolução Liberal... ,
Hespanha, A. M. , 1992 , Poder e Instituições no Antigo Regime-Guia de Estudo , Cadernos Penélope
Pereira, M. H. , 1994 , Das Revoluções Liberais ao Estado Novo , Editorial Presença
Silveira, L. N. E. , 1997 , Território e Poder. Nas origens do Estado Contemporâneo em Portugal , Patrimonia
Torgal, L. R. , 2009 , Estados Novos, Estado Novo , Imprensa da Universidade de Coimbra
Mattoso, J. dir , 1992 , História de Portugal , Círculo dos leitores
Medina, J , 1993 , História de Portugal (1) , Ediclube
Telo, A. J. , 2007 , História Contemporânea de Portugal , Editorial Presença
Bonifácio, M. F. , 1999 , Apologia da História Política. Estudos sobre o século XIX Português , Quetzal

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
Gerais: Exposição/demonstração/debate Estudo;pesquisa;trabalho prático;trabalho de investigação e projecto,tendo em vista a preparação da UC. Específicas: Leitura e realização de fichas bibliográficas de textos/artigos indicados e fornecidos. Ao longo do semestre, os alunos deverão realizar uma recensão crítica (até 12 páginas A4 (excluindo anexos) datilografadas a 1.5 espaços, letra Times New Roman e realizar uma apresentação oral, tendo em conta um texto indicado pelo docente. Esta apresentação deverá ter a duração máxima de quinze minutos(devendo posteriormente ser entregue uma síntese de 2/3 páginas). O primeiro destes trabalhos, depois de apreciados e retificados, são também enviados ao Gabinete de Apoio ao Aluno para deteção de plágio. Nenhum dos elementos de avaliação terá um peso superior a 50%.