"A formação académica em Biologia, aborda temas fundamentais para que um futuro biólogo esteja apto a analisar o meio ambiente, de modo a poder utilizá-lo da melhor forma possível, sempre de maneira produtiva e ética. (...)

Rubina Leça Andrade - Licenciada em Biologia em 2000-2001

Licenciada em Biologia em 2000-2001

1. Qual o seu percurso profissional após conclusão do curso?

Após a conclusão do curso, realizei:
Estágio profissional com nível de qualificação V, durante um período de 9 meses, realizado entre junho de 2002 e 28 de fevereiro de 2003 na Divisão de Serviços de Investigação Agrícola – Direção Regional de Agricultura, na Divisão de Fitopatologia – Secção de Bacteriologia.
Estágio para ingresso na carreira Técnica Superior, que decorreu entre março de
2003 e março de 2004, na Secção de Bacteriologia no Laboratório de Qualidade Agrícola.
Desde então e até à presente data, analista e Responsável Técnica a exercer funções em bacteriologia de plantas no Laboratório de Qualidade Agrícola da Direção Regional de Agricultura.

2. Que aspectos da sua formação académica foram relevantes para o exercício da sua profissão?

A formação académica em Biologia, aborda temas fundamentais para que um futuro biólogo esteja apto a analisar o meio ambiente, de modo a poder utilizá-lo da melhor forma possível, sempre de maneira produtiva e ética.
Durante a licenciatura desenvolvi uma apetência para a Microbiologia, foi nesse sentido que procurei fazer o estágio curricular com foco nesse âmbito, encontrando na fitobacteriologia, uma área em que podia aplicar alguns dos conhecimentos base adquiridos. As metodologias de trabalho quer a nível prático e de escrita, foram também algumas das qualidades desenvolvidas durante toda a formação académica. Realço de modo muito positivo, toda a experiência e conhecimento que obtive ao longo do curso de licenciatura em Biologia.

3. A quem recomendaria o seu curso?

Recomendo o curso a todos que têm interesse nas áreas das ciências da vida, que estejam interessados à investigação cientifica e a atividades produtivas.

4. Porquê a Universidade da Madeira?

Porque disponha da licenciatura em que estava interessada. A qualidade de ensino é notável, com professores bem formados e com disponibilidade de ajuda. A UMa tem também parcerias com outras entidades, o que pode abrir portas àqueles que sonham mais além.

A componente multidisciplinar da licenciatura em Biologia (pré-bolonha) permitiu-me adquirir conhecimentos diversificados e complementares entre si, constituindo no seu todo a base para o meu desenvolvimento profissional

Nuno Lopes

Graduado em 2005-2006

Desde 2016 sou Professor Auxiliar do Departamento de Ciências Biomédicas e Medicina da Universidade do Algarve. Desde 2018 exerço também funções de Diretor do Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve.

Clévio Nóbrega

Graduado em 2000-2001

Fiz um Estágio profissional na Estação de Biologia Marinha do Funchal e em 2004 passei a trabalhar na Frente MarFunchal, E.M. Como bióloga responsável pela Bandeira Azul e Educação Ambiental.

Sara Ferreira

Graduada em 2002 - 2003

A formação académica em Biologia, aborda temas fundamentais para que um futuro biólogo esteja apto a analisar o meio ambiente, de modo a poder utilizá-lo da melhor forma possível, sempre de maneira produtiva e ética.

Rubina Leça Andrade

Graduada em 2000-2001

tem um excelente campo para trabalhar, estando próxima do mar e da serra, o que que permite realizar actividades em quase todas as áreas. Sendo uma ilha tem uma componente endémica forte na formação, o que é bom para aprofundar conhecimentos em certas áreas como a botânica, entomologia

Ricardo José Sousa

Graduado em 2010-2011

O quadro de professores é composto por profissionais que para além da docência dedicam grande parte do tempo às suas áreas de interesse no âmbito da biologia, e participam em projetos de investigação de relevância e de grande interesse do ponto de vista cientifico.

Ana Sousa

Graduada em 2015 - 2016