Disciplina: Didática das Expressões II

Área Científica:

Didáticas Específicas

HORAS CONTACTO:

38 Horas

NÚMERO DE ECTS:

4 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

O futuro educador/professor deve :

- Contribuir para a promoção da educação artística enquanto espaço promotor da imaginação, da criatividade, do sentido estético e do pensamento crítico.

- Ampliar conhecimentos no âmbito do ensino e aprendizagem da manifestação criadora;

- Valorizar os conteúdos das expressões na planificação e desenvolvimento curricular, no âmbito da educação básica;

- Reconhecer as implicações da expressão Musical e Físico-Motora, enquanto processo coletivo, na aprendizagem e no desenvolvimento pessoal, profissional e artístico.

- Experimentar, explorar, criar e expressar através da linguagem musical, articulando os três tipos de experiência musical: interpretação, audição e criação;

- Compreender e transmitir o valor educativo da Expressão Físico-Motora e aplicar os conhecimentos no desenvolvimento do potencial formativo e expressivo, em diferentes situações de Ensino/Aprendizagem.   

- Planificar e concretizar atividades predominantemente do âmbito da expressão Musical e Físico-Motora, numa perspetiva interdisciplinar, no contexto de prática pedagógica;

Conteúdos / Programa:

1  - Módulo: Expressão Musical
1.1  - A expressão musical no currículo
1.3  - Aspetos metodológicos da implementação de atividades de expressão musical
1.4  - Construção de ambientes de aprendizagem no âmbito da expressão musical, numa perspetiva integradora.
1.2,  - A expressão musical como meio auxiliador no desenvolvimento da imaginação e da criatividade
2  - Módulo: Expressão Físico Motora
2.1  - Análise da pertinência e potencialidades da Expressão Motora/Dança no Sistema Educativo
2.2  - Conteúdos de Aplicação Teórico-Prática
2.2.1  - Princípios para a Construção de uma Unidade Didática: Definir corretamente objetivos no âmbito das expressões; Selecionar e organizar conteúdos criando trajetórias de aprendizagem; Optar adequadamente por estratégias diferenciadas.
2.2.2  - Planos de aula - coerência com a Unidade Didática; Objetivos; conteúdos; progressões
2.2.3  - Princípios da avaliação em Expressão Motora
3  - Conteúdos de Aplicação Prática
3.1  - Seleção de conteúdos e organização dos exercícios de acordo com o nível apresentado nos diferentes níveis de ensino.
3.2  - Progressões Técnicas dos conteúdos abordados
3.3  - Elaboração de coreografias, esquemas gímnicos, jogos ou circuitos: Princípios; conteúdos; progressões
4  - Projeto integrado de Expressões
EDC:14802 - dll:1.0.5.1 - updated: 2020-07-03 06:26:46

Bibliografia / Fontes de Informação:

Bibliografia principal

 

Comum - Áreas de Expressão Musical e Expressão Físico-Motora

 

-  Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória. Portugal: Ministério da Educação/Direção Geral da Educação. Departamento de Educação Básica

-   Ministério da Educação (2004). Organização Curricular e Programas Ensino Básico ? 1.º Ciclo. Lisboa: Departamento de Educação Básica

 - OCEPE. (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Ministério da Educação.

-   Ministério da Educação (1991) Currículo Nacional do Ensino Básico - Competências gerais. Lisboa.

 

Específica - Música

 

-   Aguirre, P. et al (2003). La musica en la escuela. La audición. Barcelona:    Graó.

-   Amado, M. (1999). O prazer de ouvir música. Editorial Caminho da Educação.

-  Brasão, M. (s/d). Brinquedos Tradicionais Cantados: lengalengas e trava-línguas. Editorial Livro. Lisboa.

-   Ferrão, A. & Rodrigues, P. (2008). Sementes de música para bebés e crianças. Lisboa: Editorial Caminho.

- Ferrão, A. & Pessoa, M. (1984). Histórias cantadas. Lisboa. Gabinete Coordenador de Educação Artística.

-  Gabinete Coordenador Educação Artística (2006). Cantar, dançar, brincar.  Propostas artísticas para o pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico. Lisboa. Edições Convite à Música.

-   Godinho, J., & Brito, M. (2010). As artes no jardim de infância: textos de apoio para educadores de infância. Lisboa: Ministério da Educação - Direção Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular.

- Gonçalves, C. (2001). Cantarolando? Canções temáticas para os mais pequeninos. SRE ?

-   GCEA ? Madeira, Sta. Comba Dão: Edições Convite à Música.

-   Gonçalves, C. (2003). Música para crianças. Lisboa. Edições Convite à Música

-   Gonçalves, C. (2015). Todos juntos a cantar. Edição: AREArtística

-  Sousa, A. (2003). Educação pela arte e artes na educação - Música e artes plásticas. 3º Volume. Lisboa: Instituto Piaget.

-  Simões, R. (1999). Canções para a educação musical. Editores: Valentim de Carvalho.

 

Específica - Expressão Físico-Motora

 

-   Batalha, A. (2004), Metodologia do Ensino da Dança. FMH Edições.

-  Correia, A. (2014). Benefícios da Ginástica no Desenvolvimento Integral do aluno. In Lopes, H., Gouveia, R., Alves, R. & Correia, A. (Coord.). Problemáticas da Educação Física I (pp. 164-179). Funchal: Universidade da Madeira. ISBN: 978-989-8805-00-3.

-  Correia, A. Fernando, C. & Lopes, H. (2013). Dança e Emoções. Seminário Desporto e Ciência (pp. 138-168). Funchal: Universidade da Madeira. 1 e 2 de Março. CD-ROM. ISBN: ISBN:978-989-97466-6-4.

- Fonseca, V. (2007). Manual de Observação Motora. Significação Psiconeurológica dos Factores Psicomotores, Ancora Editora.

-  Gallahue D, Ozmun J (2005). Compreendendo o Desenvolvimento Motor: bebés, crianças, adolescentes e adultos. Phorte. São Paulo.

-   Gonçalves, F., Albuquerque, A. & Aranha, A. (2010). Avaliação. Um caminho para o sucesso no processo de ensino e aprendizagem. Maia: Edições Ismai.

-   Lacerda, T. & Gonçalves, E. (2009). Educação estética, dança e desporto na escola, Revista portuguesa de ciências do desporto. 9 (1), pp. 105-114.

-    Mallmann, & Barreto. (2005). A dança e seus efeitos no desenvolvimento das inteligências múltiplas da criança.

-   Mesquita, K. & Zimmermann, E. (2006). Dança: Estímulo ao Desenvolvimento de Crianças Portadoras de Deficiência Mental. Revista Digital Art&, Ano IV, número 05, Abril 2006.

-   Piéron, M. (1996). Formação de Professores. Aquisição de Técnicas de Ensino e Supervisão Pedagógica. Lisboa: Edições FMH. Sarmento, P., Rosado, A., Rodrigues, J., Veiga, A. L., & Ferreira, V. (1990).

Read, H. (2007). Educação

-   Russo, H. (2005). La Dança en la escuela. INDE publicações.  3º Edição

-       Smith, J. (1980), Dance Composition - A Pratical Guide for Teachers, London, Lepus Book.

-   Sousa, Alberto B. (1979), A Dança Educativa na Escola, s.l., Básica Editora

-   Sousa, A. (2003). Educação pela arte e artes na educação - bases psicopedagógicas (Vol.1). Lisboa: Instituto Piaget.

-  Sousa, A. (2003). Educação pela arte e artes na educação - drama e dança (Vol. 2). Lisboa: Instituto Piaget.

- ZOTOVICI, S. (2003). Sensibilização, conscientização e expressão do movimento uma proposta para a abordagem da Dança. Revista Horizonte, Vol. XIX, nº 109.

-    Wosniak. C. (2011). ?O Movimento do corpo? in: fundamentos da dança-?corpo ? movimento - dança?. Editora unicentro.

 

 

 

 

Métodos e Critérios de Avaliação:

A avaliação nesta Unidade Curricular é contínua, visando a aferição das competências desenvolvidas pelos mestrandos.

Assim, considerando a avaliação como mediação entre ensino e aprendizagem, serão considerados os seguintes itens de avaliação:

 

- Participação nas aulas, em debates temáticos e atividades práticas (20%)

-Trabalho com responsabilidade individual (45%): Planificação de dois ambientes de aprendizagem, que visem a estimulação/desenvolvimento da imaginação e da criatividade, numa perspetiva integradora e interdisciplinar que reflita as didáticas da música e da expressão físico e motora, apresentando à turma as atividades desenvolvidas.

- Trabalho escrito de grupo (35%): subordinado aos temas: Fundamentação sobre a importância das expressões na formação integral das crianças; Organização de ambientes educativos integrados.

Avaliação Complementar

Considerando a natureza desta Unidade curricular, não está previsto avaliação complementar, nem época especial.