Disciplina: Avaliação Psicológica em Psicologia Clínica e da Saúde

Área Científica:

Psicologia

HORAS CONTACTO:

56 Horas

NÚMERO DE ECTS:

6 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1 - Conhecer o enquadramento histórico e epistemológico da relação entre AP e Psicologia Clínica e da Saúde, bem como, as definições e conceitos que existem na intersecção destas duas áreas;
2 - Identificar as particularidades da AP em função da diversidade de áreas da Psicologia Clínica e da Saúde;
3 - Adquirir competências especializadas de entrevista, observação e seleção de testes (considerando as suas qualidades psicométricas);
4 - Reconhecer a AP como processo faseado, complexo, compreensivo e integrador;
5 - Reflexão crítica sobre o papel central e exclusivo que o psicólogo ocupa no processo hipotético-dedutivo subjacente à AP, com particular enfoque nos processos inferenciais e na deontologia que regula a atuação do psicólogo.
6 - Compreender o importante papel da investigação para o desenvolvimento da AP, e vice-versa.

Conteúdos / Programa:

1 - Avaliação Psicológica no contexto da Psicologia Clínica e da Saúde
1.1. - Enquadramento histórico, definições e conceitos
1.2. - Áreas de atuação da Psicologia Clínica e da Saúde e objetivos específicos
2. - Métodos de Avaliação Psicológica
2.1. - Entrevistas
2.2. - Observação
2.3. - Testing
3. - Fases do Processo de Avaliação Psicológica
3.1. - O pedido
3.2. - Recolha de informação
3.3. - Formulação de hipóteses e dedução de enunciados verificáveis
3.4. - Recolha de evidência e verificação de hipóteses
3.5. - Análise de dados e comunicação dos resultados
3.6. - Planificação da intervenção e monitorização
4. - Avaliação neuropsicológica
5. - O papel do psicólogo no processo de Avaliação Psicológica
5.1. - Heurísticas, enviesamentos e erros
5.2. - Ética e deontologia aplicada à Avaliação Psicológica

Bibliografia / Fontes de Informação:

Barlow, D. H. , 2014 , The Oxford Handbook of Clinical Psychology , Oxford University Press
Cohen, R.J., & Swerdlik, M.E. , 2018 , Psychological Testing and Assessment: An introduction to tests and measurement , McGraw-Hill
Fernández-Ballesteros, R., Márquez, M. O., Vizcarro, C., & Zamarrón, M. D. , 2011 , Buenas Prácticas y Competencias en Evaluación Psicológica. El sistema Interactivo Multimedia de Aprendizaje del Proceso de Evaluación (SIMAPE) , Ediciones Pirámide
Fisher, C. B. , 2009 , Decoding the Ethics Code: A practical guide for psychologists , Sage
Gonçalves, M. M., Simões, M. R., & Almeida, L. S. , 2017 , Psicologia Clínica e da Saúde. Instrumentos de avaliação , Pastor
Groth-Marnat, G. , 2009 , Handbook of psychological assessment , John Wiley & Sons, Inc.
Miller, D. C. , 2007 , Essentials of School Neuropsychological Assessment , John Wiley & Sons, Inc.
Pachur, T. & Spaar, M. , 2015 , Domain-specific preferences for intuition and deliberation in decision making , Journal of Applied Research in Memory and Cognition
Suhr, J. A. , 2015 , Psychological assessment: A problem solving approach , The Guilford Press

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
Nas aulas adotar-se-á uma metodologia expositiva suportada por diapositivos e materiais online. Far-se-á apelo à participação e discussão. Nas aulas teórico-práticas realizar-se-á treino de competências e estudo de casos e prática simulada e real (fora da UMa com entidades protocoladas), usando o Laboratório de Psicologia e a sala de espelho unidirecional e os testes da Testoteca, bem como as técnicas online certificadas pela Ordem dos Psicólogos Portugueses. Será incentivada a leitura de bibliografia atualizada e a pesquisa em bases de dados. Avaliação: Prova escrita (50%), onde se avaliará a capacidade de integração dos conteúdos e o rigor teórico conceptual; Portfólio (50%) incluirá a compilação de trabalhos práticos realizados nas aulas teórico-práticas e, e ainda uma reflexão crítica sobre as competências trabalhadas e as adquiridas. Para a avaliação existe um mínimo de 75% de assiduidade.