Disciplina: Introdução às Neurociências Clínicas

Área Científica:

Psicologia

HORAS CONTACTO:

28 Horas

NÚMERO DE ECTS:

3 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1 - Compreender os métodos e técnicas de estudo que permitem o conhecimento das relações entre o cérebro e o comportamento.
2 - Adquirir conhecimentos de base sobre o funcionamento e desenvolvimento do cérebro.
3 - Conhecer o sistema nervoso numa perspectiva estrutural e funcional.
4 - Obter conhecimentos introdutórios acerca das bases neurobiológicas e neuroanatómicas dos principais processos cognitivos e afetivos.
5 - Aplicar os conhecimentos adquiridos na discussão e formulação de estudos de caso clínicos.
6 - Analisar artigos científicos em neurociências.

Conteúdos / Programa:

1 - Métodos e técnicas de estudo da relação cérebro-comportamento
1.1 - Métodos e técnicas de Avaliação Neuropsicológica
1.2 - Métodos e técnicas de Neuroimagem Funcional
1.3 - Métodos e técnicas de Electrofisiologia
2 - Unidades fundamentais do Sistema Nervoso
2.1 - O neurónio
2.1.1 - Estrutura básica do neurónio
2.1.2 - Tipos de neurónios
2.1.3 - Células gliais
2.2 - Comunicação intraneuronal
2.2.1 - Atividade eléctrica
2.2.2 - Potencial de repouso
2.2.3 - Potencial de ação
2.3 - Comunicação interneuronal
2.3.1 - A sinapse
2.3.2 - Os neurotransmissores
2.4 - A neuroplasticidade
3 - Neuroanatomia estrutural e funcional
3.1 - Terminologia neuroanatómica
3.2 - Sistema Nervoso Central
3.3 - Sistema Nervoso Periférico
3.3.1 - Sistema Nervoso Somático
3.3.2 - Sistema Nervoso Autónomo (Simpático e Parassimpático)
4 - Bases neurobiológicas e neuroanatómicas dos processos cognitivos e afetivos
4.1 - Sistemas sensoriais e percepção
4.2 - Sistemas motores e ação
4.3 - Atenção, estado de alerta e consciência
4.4 - Memória verbal e visual
4.5 - Linguagem oral e escrita
4.6 - Funções executivas, memória de trabalho e cognição social
4.7 - Teorias das emoções em psicologia e neurociências
4.7.1 - Influência emocional noutras funções cerebrais
4.7.2 - Experiência afetiva e regulação emocional
4.8 - A investigação em neurociências, nomeadamente nos processos cognitivos e afetivos
5 - Estudos de caso clínicos
5.1 - História clínica e avaliação neuropsicológica
5.2 - Programas de reabilitação neuropsicológica personalizados

Bibliografia / Fontes de Informação:

Faria, A. L., Andrade, A., Soares, L. & Bermúdez, S. B. , 2016 , Benefits of virtual reality based cognitive rehabilitation through simulated activities of daily living: a randomized controlled trial with stroke patients. , Journal of NeuroEngineering and Rehabilitation,
A. Castro Caldas & M. V. Nunes , 2010 , Introdução às neurociências. , Universidade Católica Editora
M. V. Nunes & A. Castro Caldas , 2012 , Neurociências e Cognição. , Universidade Católica Editora
A. C. Rego, C. B. Duarte & C. R. Oliveira , 2017 , Neurociências. , Lidel
J. Ward , 2020 , The student's guide to cognitive neuroscience. , London: Routledge
L. Maia, R. Leite & C. Correia , 2009 , Avaliação e Intervenção Neuropsicológica: Estudos de casos e instrumentos , Lidel
A. L. Faria, M. S. Pinho & S. B. Badia , 2020 , A comparison of two personalization and adaptive cognitive rehabilitation approaches: a randomized controlled trial with chronic stroke patients , Journal of NeuroEngineering and Rehabilitation
A. L. Faria, M. S. Pinho & S. B. Badia , 2018 , Capturing expert knowledge for the personalization of cognitive rehabilitation: study combining computational modeling and a participatory design strategy. , JMIR rehabilitation and assistive technologies
A. L. Faria, M. S. Cameirão, J. F. Couras, J. R. Aguiar, G. M. Costa & S. B. Badia , 2018 , Combined cognitive-motor rehabilitation in virtual reality improves motor outcomes in chronic stroke?a pilot study. , Frontiers in psychology

Métodos e Critérios de Avaliação:

Tipo de Classificação: Quantitativa (0-20)

Metodologia de Avaliação:
A unidade curricular tem a tipologia de aulas teórico-práticas pelo as aulas expositivas são complementadas com atividades práticas permitindo a operacionalização dos conteúdos aprendidos. Adicionalmente, os alunos têm a oportunidade de explorar alguns métodos é técnicas de estudo das funções cerebrais (por exemplo, o electroenfefalograma) no laboratório do docente (NeuroRehabLab). É estimulada a participação dos alunos com questões em aberto. São utilizados vídeos e imagens para demonstrar e clarificar os conteúdos abordados. As atividades práticas requerem que os alunos analisem conteúdos e dados experimentais relativos a um ou mais artigos científicos e discutam estudos de caso clínicos. A avaliação é realizada através de um exame (50%) e um trabalho de grupo que consiste na elaboração de um artigo de revisão da literatura (50%). Este trabalho terá uma componente escrita e uma apresentação oral.