Disciplina: Teorias Tradicionais de Currículo

Área Científica:

Educação

HORAS CONTACTO:

27 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

Tendo este curso de doutoramento iniciado o estudo do Currículo com a UC de Teorias Críticas e Pós-críticas, como disciplina fundamental, esta UC, enquanto optativa, dá a possibilidade de o estudante compreender criticamente as origens dos estudos curriculares, a partir da desconstrução das suas teorias tradicionais. Para isso, o doutorando deve ser capaz de:

1. Contextualizar os primeiros estudos curriculares;

2. Analisar a taylorização do currículo;

3. Reconhecer a obsessão com os objetivos;

4. Relacionar a avaliação com os objetivos, reconhecendo os diversos modelos de avaliação;

5. Problematizar a neutralidade do currículo;

6. Desenvolver competências, aptidões e métodos de investigação baseados numa visão crítica;

7. Desenvolver capacidades de comunicação com os seus pares e a restante comunidade académica.

EDC:14565 - dll:1.0.5.1 - updated: 2019-08-07 07:43:33

Conteúdos / Programa:

Não parece restar qualquer dúvida sobre a pertinência de uma Unidade Curricular da área do Currículo no desenho de um Doutoramento em Ciências da Educação. De facto, o Currículo, enquanto área de estudo e investigação, ganhou já o estatuto de tema central no âmbito dos estudos educacionais. O seu objeto é bem específico e delimitado, nitidamente diferenciado de outras áreas científicas, reconhecendo-se o seu contributo na análise do fenómeno educativo.

Esta unidade curricular pretende que os doutorandos sejam capazes de problematizar a não neutralidade do currículo, a partir da desconstrução das suas teorias tradicionais e da consciencialização dos alunos para a questão da organização do ensino, enquanto preocupação quase exclusiva das teorias tradicionais do currículo. Iniciando com a distinção entre a aprendizagem espontânea e a organizada para uma intervenção pedagógica, o desenvolvimento do programa segue a evolução histórica do ensino, desde os planos de estudos onde os conteúdos começaram a ser organizados, até mergulhar nos diversos métodos e técnicas de ensino no âmbito da Escola Nova. A emergência dos primeiros estudos curriculares tem como pano de fundo a teoria da administração científica e a fragmentação dos saberes, com divisão por idades, classes e tempos. O currículo tecnológico, linear ou circular, traz consigo a obsessão com os objetivos e sua prévia definição. Tendo em vista a construção de uma atitude crítica face às teorias tradicionais do currículo, esse grande objetivo parte do princípio de que só é possível criticar o que se conhece bem.

EDC:14565 - dll:1.0.5.1 - updated: 2019-08-07 07:43:33

Bibliografia / Fontes de Informação:

Bobbitt, F. (1918). The curriculum. Boston: Houghton Mifflin.

Brent, A. (2016). Philosophical Foundations for the Curriculum. London: Routledge.

Dewey, J. (1902). The child and the curriculum. Chicago: University of Chicago Press.

Lopes, A. C. & Macedo, E. (2011). Teorias de currículo. São Paulo: Cortez.

Moreira, A. F. & Silva Júnior, P. M. (2016). Currículo, Transgressão e Diálogo: quando outras possibilidades se tornam necessárias. Revista Tempos e Espaços em Educação, 9 (18), 45-54.

Pacheco, J. A. (2006). Currículo: teoria e práxis. Porto: Porto Editora.

Pinar, W. et al. (2008). Understanding Curriculum. An Introduction to the Study of Historical and Contemporary Curriculum Discourses. New York:

Roldão, M. C. (2011) Um Currículo de Currículos. Chamusca: Edições Cosmos.

Silva, T. T. (2007). Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica.

Tyler, R. (1949). Basic Principles of Curriculum and Instruction. Chicago: University of Chicago Press

EDC:14565 - dll:1.0.5.1 - updated: 2019-08-07 07:43:33

Métodos e Critérios de Avaliação:

No que diz respeito à avaliação da aprendizagem dos alunos, esta baseia-se na capacidade de busca autónoma de informação, fundamentação teórica e apresentação formal de um trabalho individual escrito sobre um determinado modelo ou um determinado curriculista da primeira geração, conhecendo previamente os critérios e as ponderações da avaliação sumativa a que serão submetidos:

1. Requisito necessário para uma avaliação positiva: correção ortográfica e sintática (4 valores);

2. Domínio teórico demonstrativo de leitura de textos originais (6 valores);

3. Tomada de posição crítica fundamentada (5 valores);

4. Estilo académico de artigo formal (5 valores).

EDC:14565 - dll:1.0.5.1 - updated: 2019-08-07 07:43:33