Pretende ingressar neste curso?

Encontram-se candidaturas abertas para este curso.
Inscreva-se agora.

Saber mais

Doutoramento em Literaturas e Culturas Insulares

Este é um 3.º ciclo de estudos interuniversitário, que tem por base um acordo estabelecido entre três universidades insulares e periféricas – Universidade dos Açores, a Universidade da Madeira, a Universidade da Córsega–, e uma instituição universitária central com um extenso historial de estudo das realidades insulares, o INALCO, e assinado pelos representantes das quatro instituições de ensino superior que atribuem o grau de Doutor.
Na Universidade da Córsega e no INALCO, o curso é da responsabilidade das respetivas Escolas Doutorais, às quais pertence o corpo docente, com uma importante produção científica na área dos estudos insulares.
O curso não tem componente curricular. No entanto, o doutorando deve cumprir um plano de formação proposto pelo seu(s) orientador(es) de tese e aprovado pela comissão de curso do doutoramento, no qual serão contempladas atividades de iniciação à investigação científica como a participação em colóquios e a preparação de artigos científicos.
Os estudantes são encorajados a trabalhar, durante um período de tempo mínimo de um mês, numa das outras duas universidades que atribuem o grau de doutor, de acordo com um plano de trabalho previamente estabelecido com os seus orientadores.

INFORMAÇÕES GERAIS

DURAÇÃO DO CURSO:

6 SEMESTRES / 3 ANOS

NÚMERO DE VAGAS:

5 VAGAS DISPONÍVEIS

Este é um 3.º ciclo de estudos interuniversitário, que tem por base um acordo estabelecido entre três universidades insulares e periféricas – Universidade dos Açores, a Universidade da Madeira, a Universidade da Córsega–, e uma instituição universitária central com um extenso historial de estudo das realidades insulares, o INALCO, e assinado pelos representantes das quatro instituições de ensino superior que atribuem o grau de Doutor.
Na Universidade da Córsega e no INALCO, o curso é da responsabilidade das respetivas Escolas Doutorais, às quais pertence o corpo docente, com uma importante produção científica na área dos estudos insulares.
O curso não tem componente curricular. No entanto, o doutorando deve cumprir um plano de formação proposto pelo seu(s) orientador(es) de tese e aprovado pela comissão de curso do doutoramento, no qual serão contempladas atividades de iniciação à investigação científica como a participação em colóquios e a preparação de artigos científicos.
Os estudantes são encorajados a trabalhar, durante um período de tempo mínimo de um mês, numa das outras duas universidades que atribuem o grau de doutor, de acordo com um plano de trabalho previamente estabelecido com os seus orientadores.

DIRETOR DE CURSO

DURAÇÃO DO CURSO:

6 SEMESTRES / 3 ANOS

NÚMERO DE VAGAS 2018/2019:

5 VAGAS DISPONÍVEIS

SAÍDAS PROFISSIONAIS

Tendo completado este ciclo de estudos, o doutorando deve:
- Possuir uma formação avançada, no domínio das literaturas e culturas insulares;
- Conhecer e dominar os métodos de investigação avançada e aplicá-los a um objeto de estudo particular, no respeito pelos princípios éticos que regem a investigação científica;
- Ter desenvolvido competências de investigação e de redação de trabalhos científicos de nível avançado no campo dos estudos literários e culturais, de forma autónoma;
- Ser capaz de formular propostas de leitura originais e de qualidade na sua área de especialização, contribuindo assim para o desenvolvimento dos domínios científicos do curso;
- Ser capaz de confrontar os obstáculos e as situações inesperadas que possam ocorrer no curso da sua investigação e para eles encontrar soluções adequadas;
- Ser capaz de promover a divulgação dos resultados dos seus trabalhos de investigação junto de um público de especialistas e de não-especialistas.

DESTINATÁRIOS

Podem candidatar-se ao doutoramento:
a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal, na área das Ciências Sociais e Humanas;
b) Os titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido pelo órgão legal e estatutariamente competente como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos;
c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido pelo órgão legal e estatutariamente competente como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

A Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) tem como missão garantir a qualidade do ensino superior em Portugal, através da avaliação e acreditação das instituições de ensino superior e dos seus ciclos de estudos.

Curso acreditado por 6 anos, a partir de 13-03-2018. Sem informação de acreditação/avaliação.