Disciplina: Ambiente e Desenvolvimento Rural

Área Científica:

Ciências do Ambiente

HORAS CONTACTO:

57 Horas

NÚMERO DE ECTS:

4,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

Compreender o significado de ambiente, natureza, biodiversidade e identificar as principais práticas humanas que afetam o ambiente e suas consequências.
Tomar consciência de que a sobrevivência do Homem depende da sua postura de respeito para com a natureza e de salvaguarda da biodiversidade.
Perceber o sentido de desenvolvimento sustentado e sustentável e a importância da agricultura e da pecuária em modo biológico, como práticas humanas respeitosas do ambiente.
Conhecer legislação e programas a nível regional, nacional, da comunidade europeia e internacional sobre ambiente.

Conteúdos / Programa:

1. Noções básicas em ambiente e desenvolvimento rural.

2. Desenvolvimento e sustentabilidade.

3. Problemas ambientais globais.

4. Impactes ambientais da atividade agropecuária

5. Fogos, erosão do solo, espécies invasoras, poluição e saúde ambiental.

6. Biodiversidade no Arquipélago da Madeira.

 

7. Áreas Classificadas no Arquipélago da Madeira: Parques e Reservas Naturais; Reservas Biogenéticas; Reserva da Biosfera.

 


8. Estudo de casos e projetos de desenvolvimento rural associados à proteção ambiental.


9. Programas e estratégias de desenvolvimento rural.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Fátima Calouro, 2005. ACTIVIDADES AGRÍCOLAS E AMBIENTE. 2005. SPI. Porto.
Hélder Spínola. (2000). Biodiversidade no Arquipélago da Madeira. Edição Câmara Municipal de Machico.
Hélder Spínola, Idalina Perestrelo Luís, Filipa Alves, Sandra Oliveira e Vanda Marques. (2011). Ambiente para Jovens: Aprender e Aplicar. Editora Educação Nacional, Vila Nova de Gaia. ISBN: 978-972-659-564-9.
James Robertson. (2007). Transformar a Economia. Desafio para o Terceiro Milénio. Cadernos Schumacher para a Sustentabilidade. Edições Sempre-em-Pé. Águas Santas.
Jorge Manuel Agostinho & Mariana Pimentel, 2005. ESTUDO DE CASOS DE BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS NA AGRICULTURA. SPI. Porto.
Marta Lopes, Érica Castanheira & António Dinis Ferreira, 2005. GESTÃO AMBIENTAL E ECONOMIA DE RECURSOS. SPI. Porto.
Manuel Duarte Pinheiro, 2007. AMBIENTE E CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL. Instituto do Ambiente. Lisboa.
Plano de Desenvolvimento Rural para a Região Autónoma da Madeira 2007-2013.
Parque Natural da Madeira - localização, 2008. Serviço do Parque Natural da Madeira. Madeira.
Plantas e Usos Tradicionais nas Memórias de Hoje, Freguesia da Ilha, 2006. Casa do Povo da Ilha / Parque Natural da Madeira, Região Autónoma da Madeira.
CLIMAAT-II, Clima e      Meteorologia dos Arquipélagos Atlânticos, 2006. Direção Regional do      Ambiente da Madeira.
Flora      e Fauna Terrestre Invasora na Macaronésia - TOP 100 nos Açores, Madeira e Canárias, 2008. Agência Regional da Energia e Ambiente da Região Autónoma      dos Açores.
Olhar o / Looking at Porto Santo, 2009. Edição do CEM.
Madeira Paraíso Natural / Madeira Natural Paradise, 2011. Serviço do Parque Natural da Madeira. Madeira.

Métodos e Critérios de Avaliação:

Uma frequência (sem nota mínima e que pode ser recuperada em recurso) que corresponde a 50% da nota final.

Uma prova oral (apresentação) cuja nota mínima é de 9 valores (não pode ser recuperada em recurso) que corresponde a 25% da nota final.

Um trabalho escrito cuja nota mínima é de 9 valores (não pode ser recuperada em recurso) que corresponde a 25% da nota final.