Data de publicação: 08/07/2019

11.º Simpósio Internacional de Dendrímeros

11.º Simpósio Internacional de Dendrímeros

O Centro de Química da Madeira (CQM), unidade de investigação apoiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e pela Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação Tecnologia e Inovação (ARDITI), vai organizar, entre os dias 14 e 18 de julho o 11.º Simpósio Internacional de Dendrímeros – IDS11.

Realizado pela primeira vez em Portugal, o IDS11 vai reunir no novo Hotel Savoy Palace, representantes dos maiores grupos de investigação e empresas da área, juntamente com cerca de 120 participantes de mais de 20 nacionalidades. Serão apresentadas mais de 100 comunicações, entre as quais destacam-se 9 keynotes a serem proferidas pelos maiores especialistas mundiais e pioneiros da área, alguns dos quais já nomeados para o Prémio Nobel da Química.

No CQM, aproximadamente 40 investigadores dedicam-se ao estudo deste tipo de polímeros híper-ramificados e das suas aplicações, trabalho consubstanciado em dezenas de artigos publicados nas melhores revistas da especialidade. A organização do IDS11 pelo CQM representa assim, o reconhecimento do trabalho que este centro de investigação, totalmente sediado na Região Autónoma da Madeira, já desenvolveu e que o coloca ao nível dos grupos que mundialmente mais contribuem para o avanço desta área do conhecimento. Durante o Simpósio serão discutidos temas como a utilização de dendrímeros para entrega de fármacos e genes, toxicidade e uso farmacêutico, bem como novas abordagens de síntese e outras aplicações, por exemplo nas áreas da eletrónica e do ambiente.

A sessão de abertura do IDS11 está agendada para as 18h, do dia 14 de julho, e contará com a presença de diversas individualidades, entre as quais o Secretário Regional da Educação, o Dr. Jorge Carvalho.

O IDS11 é o maior encontro mundial na área dos polímeros hiper-ramificados, vulgarmente conhecidos como dendrímeros. Este evento realiza-se a cada dois anos, tendo a última edição decorrido na China, em 2017.