Data de publicação: 06/11/2019

Exposição: "São Jerónimo no Deserto"

Exposição de Pintura São Jerónimo no Deserto
de Gonçalo Ferreira de Gouveia
Universidade da Madeira – Espaço DPES (Departamento da Pastoral do Ensino Superior)
Edifício do Campus da Penteada, Piso (– 2), Espaço DPES
Entre 8 de novembro e 16 de dezembro de 2019

Dando continuidade à série de exposições de artes visuais, de Gonçalo Ferreira de Gouveia, iniciada com o ciclo Insulana, em 2014, e prolongada através do ciclo Em Louvor d’Orfeu, em 2015-16, e das exposições Balada do Arpoador, em 2017, e Triunfos do Menino Jesus, em 2018, série de mostras que procura reestabelecer um diálogo mais próximo entre criador e público, exibindo trabalhos em espaços significativos para a receção e entendimento dos mesmos, sendo estes criados especificamente para gerar essa interação.

Propõe-se agora um novo diálogo, em colaboração com o Departamento da Pastoral do Ensino Superior, através de um tema que relaciona fé e conhecimento: a figura de São Jerónimo, Santo e Doutor da Igreja. Tema significativo num contexto académico, mas certamente não isento de interesse num contexto mais alargado, particularmente quando estão na ordem do dia questões relativas ao direito de expressão de crenças, nomeadamente religiosas, em múltiplos contextos coletivos.

A exposição ocorre no espaço do Departamento da Pastoral do Ensino Superior, no edifício da Universidade da Madeira, no campus da Penteada, piso (–2), espaço esse que acolhe regularmente o rito católico da eucaristia, mas que é simultaneamente um espaço disponibilizado em permanência para a reflexão. São mostradas seis pinturas de média dimensão, em acrílico sobre tela, relacionadas com a figura e lenda de São Jerónimo, formando um conjunto que à partida assume um caráter hagiográfico, mas aponta para uma interpretação particular e crítica.

Abertura da exposição
A abertura da exposição ocorre a 8 de novembro de 2019, às 18h00, com uma conferência, pelo autor, intitulada: “Vozes no Deserto – Arte e fé em contexto de descrença ”, a ocorrer na Universidade da Madeira, Campus da Penteada, Sala do Senado, com entrada livre.

Sobre o autor da exposição
Gonçalo Ferreira de Gouveia nasceu no Funchal em 1968. Cursou Escultura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa entre 1986 e 1990. Obteve o National Diploma in Fine Arts / Printmaking, pelo Crawford
College in Art and Design (Irlanda) em 1991. Licenciou-se em Artes Plásticas / Escultura pelo Instituto Superior de Arte e Design, no Funchal em 1992. Docente do Ensino Superior Artístico desde 1993, no ISAD, ingressou na Universidade da Madeira em 1998, no então Departamento de Arte e Design. Doutorou-se em Ciências da Arte - Educação Estética em 2006. Foi Vice-Reitor da UMa entre 2009 e 2013. Integra atualmente o Departamento de Informática e Design de Media Interativos da Faculdade de Ciências Exatas e Engenharias da UMa. Expõe desde 1991, destacando-se as exposições individuais de pintura integradas nos Ciclos realizados na RAM, ‘Insulana’, em 2014; ‘Em Louvor d’Orfeu’, em 2015-16; e as exposições: ‘Balada do Arpoador’; ‘Triunfos do Menino Jesus’, que focavam temas ligados à cultura e identidade insulares. No campo da ilustração, destacam-se o volume de poesia de imagem digital ‘Poema Circular’, e o CD-rom ‘Sensos’, em colaboração com Idalina Sardinha, em 1998 e 2004; ‘Tesouros da Ilha’, com texto de Luísa Paolinelli e coordenação científica de Cristina Trindade, em 2017; ‘Diário de Uma Aventura no Portugal Católico’, das mesmas autoras, em 2018; ‘No Mundo da Matemática’, com Carlos Marinho, Margarida Silva e Adília Gomes em 2019.