Disciplina: Educação e Cidadania

Área Científica:

Educação

HORAS CONTACTO:

63 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

- Compreender o conceito de cidadania.

- Consciencializar para as dimensões da cidadania do século XXI.

- Reconhecer o papel da política educativa na educação para a cidadania, na formação cívica e na formação pessoal e social.

- Perspetivar a Educação na Cidadania de uma forma crítica, na sua relação com a ideologia, a cultura e o poder.

- Desenvolver atitudes de reflexão e análise críticas face à relação Educação e Cidadania.

- Compreender as questões éticas relacionadas com a cidadania numa sociedade plural.

- Contribuir para o desenvolvimento de uma perceção crítica da exclusão social das minorias e desfavorecidos,  promovendo o desenvolvimento da consciência da necessidade de erradicação da pobreza, redução das desigualdades sociais e combate a todas as formas de preconceitos e discriminação.

Conteúdos / Programa:

1.  Educação e Cidadania: possíveis enquadramentos de uma perspetiva histórica e normativa.

2.  Cidadania: um conceito multidisciplinar.

3.  Construção da cidadania.

4. Educação para a cidadania europeia.

5. A Educação para a Cidadania em Portugal.

6. A Escola e a Cidadania: o conceito de cidadania na prática pedagógica.

7. A educação para a cidadania em contextos educativos não formais.

8. A Educação para a Cidadania (ou na Cidadania) na era da globalização.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Cardoso, J., Pereira, L. & Neves, M. (2016). Referencial de Educação para o Desenvolvimento ? Educação Pré-Escolar, Ensino Básico e Ensino Secundário. Obtido em 14 de setembro de 2020: https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/ECidadania/educacao_desenvolvimento/Documentos/referencial_de_educacao_para_o_desenvolvimento.pdf

Carvalho, C., Sousa, F. & Pintassilgo, J. (org.) (2005). A educação para a cidadania como dimensão transversal do currículo escolar. Porto: Porto Editora.

Fraga, N. S. (2011). Educação e Epistemologias. O Contributo do Orçamento Participativo na (des) Construção do Conhecimento-Emancipação. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 9 (4), pp. 126-140

Freire, P. (1993). Política e Educação. São Paulo: Cortez Editora.

Freire, P. (2005). Pedagogia do Oprimido (49.ª Ed.). São Paulo: Paz e Terra.

Gadotti, M. (1998). Pedagogia da praxis. Obtido em 14 de setembro de 2020: http://acervo.paulofreire.org:8080/jspui/handle/7891/2793

Igreja, M. (2004). A educação para a cidadania nos programas e manuais escolares de história e geografia de Portugal e História - 2.º e 3.º ciclos do ensino básico: da reforma curricular (1989) à reorganização curricular (2001). Dissertação de Mestrado. http://hdl.handle.net/1822/951

Monteiro, R. (2017). Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania. Lisboa: Ministério da Educação. Obtido em 14 de setembro de 2020: https://dge.mec.pt/sites/default/files/Projetos_Curriculares/Aprendizagens_Essenciais/estrategia_cidadania_original.pdf

Morin, E. (2002). Os sete saberes para a educação do futuro. Lisboa: Instituto Piaget.

Pedroso, J. (2018). Referencial de Educação Ambiental para a Sustentabilidade para a Educação Pré-Escolar, o Ensino Básico e o Ensino Secundário. Obtido em 14 de setembro de 2020: https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/ECidadania/ref_sustentabilidade.pdf

Perrenoud, P. (2002). A escola e a aprendizagem da democracia. Porto: ASA Editores.

Pinto, F. (2004). Cidadania, Sistema Educativo e Cidade Educadora. Lisboa: Instituto Piaget.

Sanches, M., Veiga, F., Sousa, F. & Pintassilgo, J. (org.) (2007). Cidadania e Liderança Escolar. Porto: Porto Editora.

Santos, L. & Pedroso, J. (2016). Referencial Dimensão Europeia da Educação para a Educação Pré-escolar, o Ensino Básico e o Ensino Secundário. Obtido em 14 de setembro de 2020: https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/ECidadania/Dimensao_Europeia_Educacao/referencial_dimensao_europeia.pdf

Silva, A. (2012). Educação para a cidadania: o caso português. Obtido em 14 de setembro de 2020: http://ria.ua.pt/bitstream/10773/8244/1/247804.pdf

Simões, J. (2011). Cidades em rede e redes de cidades. O Movimento das Cidades Educadoras. V. N. Famalicão: Húmus.

Vasconcelos, T. (2007). A Importância da Educação na Construção da Cidadania. Obtido em 14 de setembro de 2020: http://repositorio.esepf.pt/bitstream/20.500.11796/714/2/SeE12A_ImportanciaTeresa.pdf

Trindade, R. & Cosme, A. (2019). Cidadania e Desenvolvimento. Propostas e Estratégias de Ação - Ensino Básico e Ensino Secundário. Porto: Porto Editora.

Villar, M. (2007). A cidade educadora. Nova perspectiva de organização e intervenção municipal (2.ª Ed.). Lisboa: Instituto Piaget.

Métodos e Critérios de Avaliação:

A avaliação da aprendizagem dos alunos é processual e contínua e pressupõe uma frequência mínima obrigatória de 75% das aulas lecionadas, o que equivale a 45 horas do total de 60 horas da carga horária da UC.

Para além da assiduidade e pontualidade são elementos de avaliação:

1.    Realização de um trabalho de grupo sobre a educação para a cidadania, tendo como ponto de partida uma temática relacionada com a Cidadania do Século XXI (40% da nota final - 30% produto escrito / 10% apresentação oral que deverá estar em anexo ao trabalho, esta não poderá ultrapassar os 15 minutos). Do trabalho de grupo deverá resultar a redação de um trabalho escrito (máximo 10 páginas). Este deverá ser fundamentado e complementado com revisão de literatura, com um discurso claro e crítico no qual estejam apresentados os principais traços da temática analisada. A formatação deverá estar de acordo com as Normas APA (6.ª ou 7.ª Edição).

2. Participação ativa nas aulas (25% da nota final). (Intervenção e participação oral construtiva; participação na elaboração do glossário da UC).

2. Frequência. (35% da nota final). (Com a avaliação dos conteúdos programáticos, lecionados até à data da frequência).

3. Para mais esclarecimentos sobre o Regime de Avaliação, o aluno deverá consultar o Regulamento de Avaliação da UMa, em particular o disposto no Anexo I Modelo de Avaliação A.

Regente da Disciplina:

Valdemar Freitas Sousa