Disciplina: Didática da Educação Física e Desporto II

Área Científica:

Didática

HORAS CONTACTO:

72 Horas

NÚMERO DE ECTS:

7,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

Os objetivos desta unidade curricular estão direcionados no sentido de qualificar os estudantes com um conjunto de competências indispensáveis ao planeamento, realização e avaliação dos jogos desportivos coletivos em contexto escolar. Assim os estudantes deverão ser capazes de: (1) apresentar conhecimentos e competências ao nível da estruturação e organização de uma unidade didática de jogos desportivos coletivos; (2) compreender e aplicar modelos de ensino alternativos nos jogos desportivos coletivos; (3) apresentar situações específicas de ensino aprendizagem adequadas ao desenvolvimento de cada participante, no sentido de responder às suas dificuldades individuais; (4) desenvolver conhecimentos que lhes permitam entender o valor educativo dos jogos desportivos coletivos na formação geral e desenvolvimento multilateral do aluno, assim como valorizar a dimensão humana e cultural do Desporto, cultivando a competência desportiva e entusiasta dos participantes. 

Conteúdos / Programa:

1 - Teoria dos jogos desportivos coletivos: Modelos de instrução aplicáveis aos  jogos desportivos coletivos. 

2 - Propostas metodológicas para o ensino-aprendizagem do Andebol

3- Propostas metodológicas para o ensino-aprendizagem do Basquetebol

4 - Propostas metodológicas para o ensino-aprendizagem do Futebol

5 - Propostas metodológicas para o ensino-aprendizagem do Voleibol

6 - Propostas metodológicas para o ensino-aprendizagem dos jogos desportivos coletivos de invasão. 

Bibliografia / Fontes de Informação:

Araújo D. (2004). O Contexto da Decisão. A Acão Tática no Desporto. Lisboa: Visão e contextos. ISBN: 972-96326-8-5.

Barreto, H. (2004). O Basquetebol e a pedagogia de Hermínio Barreto. Porto: FCEDF.

Bayer, C. (1994): O ensino dos desportos colectivos. Lisboa: Col. Desporto. Ed. Dinalivro.

Castelo, J. (2009): Futebol ? A organização do jogo (3ª edição). Lisboa: Centro de Estudos de Futebol da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Davids, K. (2000). Coaching Decision-making in soccer: A constraints-Lead approach. Insight, 2, (3), 48-51.

Davids, K. (2000). Movement variability and its implications for coaches and teachers of football. Insight, 2, (3), 38-39.

Fonseca, H. & Garganta, J. (2006). Futebol de Rua: um beco com saída. Do jogo espontâneo à prática deliberada. Lisboa: Visão e Contextos Editor.

Garganta, J. & Pinto, J. (1995). O ensino do futebol. In Graça A., & Oliveira J. (Eds.), O ensino dos jogos desportivos (pp. 95-135). Porto: CEJD. FCDEF-UP.

Garganta, J. (2000). Horizontes e órbitras no treino dos jogos desportivos. Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

Garganta, J., Prudente, J., Anguera, T. (2013). Avaliação da performance em jogos desportivos coletivos. Centro de Investigação Formação Inovação e Intervenção em Desporto CIFI2D.

Gonçalves, J. (2009). Voleibol: ensinar jogando. Lisboa. Livros Horizonte.

Griffin, L.; Butler, J. (2005). Teaching Games for Understanding: Theory, Research, and Practice. Human Kinetics Publishers    

Mahlo, F. (1980): O acto táctico no jogo. Lisboa: Edições Compendium.

Mesquita, I. (1998). Instrução e a estruturação das tarefas no treino de voleibol. Porto: Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física.  

Mesquita, I. (1998). Proposta metodológica para o ensino do Voleibol. In Graça, A & Oliveira, J (Eds), O ensino dos Jogos desportivos, pp153-200. Porto: CEFD, FCDEF-UP.

Mesquita, I. (2005). A pedagogia do treino: a formação em jogos desportivos coletivos. Lisboa: Livros Horizonte.

Mitchel S.A., Oslin L.J., & Griffin L.L. (2013). Teaching Sport Concepts and Skills. A Tactical Games Approach for Ages 7 to 18. Champaign, IL: Human Kinetics.

Moutinho, C. (1994): A estrutura funcional do voleibol. In Graça A., & José Oliveira J. (eds.). O Ensino dos Jogos Desportivos, (pp.141-156), Porto: Centro de Estudos dos Jogos Desportivos e Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade do Porto.

Pacheco, R. (2001). O ensino do futebol. Futebol 7 ? um jogo de iniciação ao Futebol de 11. Porto: Rui Pacheco editor.

Pacheco, R., Real, N., Lopes, M., (2009). Aprender a Jogar Jogando. Um guia prático para ensinar o jogo de Futebol. Porto: Rui Pacheco Editor. 

Ribeiro M.; Vollossovitch, A. (2008). Andebol 2: o ensino do Andebol dos 11 aos 14 anos. Lisboa: FMH Edições.

Rosado, A., Mesquita, I. (2009). Pedagogia do Desporto. Lisboa: Faculdade de Motricidade Humana.

Santesmases J.S. (2010). Inteligencia Táctica Deportiva. Entenderla y entrenarla. Barcelona: Editorial INDE. ISBN: 978-84-9729-237-5

Tavares, F. (2015). Jogos Desportivos Coletivos: ensinar a jogar (2ª ed.). Porto: Editora FADEUP.

Tavares, F., Graça, A., Garganta, J., Mesquita, I. (2008). Olhares e contextos da performance nos jogos desportivos. Porto: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

Wein H. (2004). Developing Game Intelligence in Soccer. Pensilvânia: Reedswain publishing. ISBN: 1-59164-071-7

Métodos e Critérios de Avaliação:

Componente Teórica: 2 testes

Teste Teórico: n1 (25%) - 18.11. 2022

Teste de Aplicação: n2 (25%) - Cada professor, no final do seu módulo, apresenta um problema aos alunos que deverá ser resolvido de forma escrita e entregue. Cada componente vale 4 pontos [i.e., Andebol (4 val.); Basquetebol (4 val.); Voleibol (4 val.); Futebol (4 val.) e Jogos desportivos coletivos de invasão (4 val.)].

Trabalhos:

n3 (15%) ? Trabalho individual: Revisão de um artigo científico sobre o ensino dos jogos desportivos coletivos ? Data de entrega: 30.11.2022

n4 (25%) ? Conceção de uma Unidade Didática de Jogos Desportivos Coletivos de Invasão em grupos de 3 elementos, com apresentação do trabalho desenvolvido (15min) - Data de entrega do documento:13.12.2022; Data de apresentação: 14.12.2022.

n5 (10%) ? Avaliação oral/individual sobre o trabalho desenvolvido em n4 - Data da avaliação oral 14.12.2022