Disciplina: Sistemas de Produção em Agricultura Biológica

Área Científica:

Produção Agrícola e Animal

HORAS CONTACTO:

57 Horas

NÚMERO DE ECTS:

4,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

Compreender e identificar as limitações técnicas e económicas dos sistemas de cultivo industrial e de monocultura. Compreender as limitações dos sistemas industriais de monocultura no contexto de alterações climáticas. Compreender os sistemas ancestrais de cultivo e a sua eficiência energética. Compreender a importância da agricultura biológica num contexto de dificuldades económicas e de escassez de recursos. Distinguir os diferentes sistemas de produção sustentáveis e identificar as suas origens, produção biológico, permacultura, agricultura natural, agricultura biodinâmica e agricultura regenerativa. Avaliar as diferentes técnicas culturais dos diferentes sistemas e aplica-los a uma exploração agricola com a execução de plano de conversão. Demonstrar possuir noções sobre as normas de produção, de controlo e certificação das exploraçoes agricolas em modo de produção biológico. Conhecer e compreender a legislação especifica para o sector. Mobilizar correctamente os conhecimentos adquiridos. 

Conteúdos / Programa:

A agricultura biológica na RAM, em Portugal e no mundo. Conceitos e fundamentos cientificos de agricultura biológica e de outros modelos de agricultura sustentável. Conceitos e princípios da agricultura biológica. Noções sobre os sistemas agricolas mistos em modo de produção biológica. Conversão para a produção em modo biológica numa perspetiva de utilização e conservação da biodiversidade e dos recursos locais. As vantagens energéticas e economicas dos sistemos mistos, animal e vegetal. A eficiência energética dos sistemas agricolas como factor fundamental no desenvolvimento económico. Limitações da legislação comunitária, nacional e regional. Referenciais de certificação em agricultura biológica. 

Bibliografia / Fontes de Informação:

Ferreira, J. et al (2012). Custos de produção e sustentabilidade económica da agricultura biológica: 72-84, in Bases da Agricultura Biológica

Tome 1-Produção Vegetal, Edibio, Castelo de Paiva, 504pp.

Marques, J. (2006) Gestão da Fertilidade do Solo. O Segredo da Terra 2, 10-13.

Marques, J. (2011). A importância da fotossintese na recuperação da economia global. O Segredo da Terra, 32, 36-38.

Marques, J. (2010). Assistência técnica em agricultura e pecuária biológicas. O Segredo da Terra 30, 10-11.

Marques, J. (2010). Produção sustentável de banana. O Segredo da Terra, 30, 16-25.

Marques, J. (2010). Comunicar em Bio, um serviço público. O Segredo da Terra 35, 13-18.

Mazoyer, M. & Roudart, L. (2001). História das agriculturas do mundo- Do neolitico à crise contemporânea. Instituto Piaget, Lisboa, 520pp.

Oliveira, E. et al (1983). Alfaia agícola Portuguesa. Centro de Estudos de Etnologia, Lisboa, 404pp.

Pimentel, D. e Pimentel, M. Alimentação Energia e Sociedade. Fundação Calouste GulbenKian, Lisboa, 301pp.

Raposo, A. (2006). Solos do Mundo. O Segredo da Terra 17,5-9.

Reeves, A. (2006). A Agonia da Terra, Gradiva, Lisboa 238pp.

Roberts, P. (2009). O Fim da Comida. Estrelar Polar, Alfragide, 391pp.

Robert, H. (2009). O Regresso do Economista Natural. Casa das letras, Alfragide, 245pp.

Rubin, I. (2009). Porque é que o seu mundo vai ficar mais pequeno. Lua de papel, Alfragide, 271pp. 

Silva, S. (2011). Utilização dos recursos locais para uma pecuária sustentável. O Segredo da Terra 32, 11-13.

Silva, R. (2010). Os novos desafios da economia global-Uma visão critica da competividade nacional.Caleidoscópio, Casal Cambra, 380pp 

Métodos e Critérios de Avaliação:

Modelo de avaliação B (frequençia, projeto/apresentação final, resumos das saidas)

Regente da Disciplina:

Fabrício Lopes de Macedo