Disciplina: Flora

Área Científica:

Ciências do Ambiente

HORAS CONTACTO:

70 Horas

NÚMERO DE ECTS:

5,5 ECTS

IDIOMA:

Português

Objetivos Gerais:

1. Ser capazes de reconhecer os principais grupos de fungos, plantas (incluindo musgos, fetos e plantas com semente).

2. Ser capazes de reconhecer as principais plantas endémicas, Nativas e exóticas.

3. Ser capazes de relacionar a espécie com o habitat, sendo capaz de nomear e reconhecer plantas cultivadas ou utilizadas pelo homem da mesma família ou género.

4. Ser capazes de reconhecer os principais aspectos morfológicos, bem como a etimologia dos nomes e, ainda, os autores das espécies e respectivas nacionalidades.

5. Conhecer os principais autores botânicos relacionados com a Flora do arquipélago da Madeira, bem como os principais aspectos históricos da visita ao arquipélago destes botânicos.

Conteúdos / Programa:

1. Introdução à flora da  Madeira, origem, evolução, endemicidade, tipo de endemismos, flora exótica.

2. Biodiversidade:

2.1. Micoflora.

2.2. Flora Liquénica.

2.3. Flora Briofítica.

2.4. Pteridophyta, os fetos, a sua evolução e diversidade no arquipélago da Madeira

2.5. Spermatophyta, plantas com semente, principais grupos e origem evolutiva. Diversidade.

2.5.1. As gimnospérmicas (s.l.), principais grupos representados na flora da Madeira, afinidades com plantas de jardim e outras, plantas cultivadas.

2.5.2. As Angiospérmicas (s.l.), origem, principais grupos representados na flora da Madeira, plantas de jardim e plantas cultivadas, diversidade nas principais famílias: e.g. Lauraceae, Ranunculaceae, Papaveraceae, Brassicaceae, Fabaceae, Euphorbiaceae, Asteraceae, Labiatae, Poaceae.

3. Aspectos históricos, principais botânicos visitantes do arquipélago, nacionalidade e relatos.

Bibliografia / Fontes de Informação:

Calonge, F.D. & Menezes de Sequeira, M. 2011. Cogumelos da Madeira. Guia para identificação das espécies mais frequentes. Direcção Regional do Ambiente, Madeira, Portugal. Pp. 260.

Jardim, R. & Menezes de Sequeira, M. 2008. Lista das plantas vasculares (Pteridophyta and Spermatophyta). Pp. 179-208 in Borges, P. et al. (eds.) (2008). A list of the terrestrial fungi, flora and fauna of Madeira and Selvagens archipelagos. Direcção Regional do Ambiente da Madeira and Universidade dos Açores, Funchal and Angra do Heroísmo, 440 pp.

Jardim, R. & Menezes de Sequeira, M. 2008. As Plantas Vasculares (Pteridophyta e Spermatophyta) dos Arquipélagos da Madeira e das Selvagens. Pp. 157-178 in Borges, P. et al. (eds.) (2008). A list of the terrestrial fungi, flora and fauna of Madeira and Selvagens archipelagos. Direcção Regional do Ambiente da Madeira and Universidade dos Açores, Funchal and Angra do Heroísmo, 440 pp.

Menezes de Sequeira, M. & Hobohm, C. 2014. Madeira Islands. in Carsten Hobohm (ed.) Endemism in Vascular Plants. Series: Plant and Vegetation, Vol. 9. Springer-Verlag. ISBN: 978-94-007-6912-0 (Print) 978-94-007-6913-7 (Online).

Menezes de Sequeira, M., Capelo, J., Jardim, R. & Pupo, A. 2013. Comments on the Vascular Flora of Madeira: History, recent advances and relations with other Macaronesian archipelagos. in Caujapé-Castells J, Nieto Feliner G, Fernández Palacios JM (eds.) Proceedings of the Amurga international conferences on island biodiversity 2011, Pp.: 228-236. Fundación Canaria Amurga-Maspalomas, Las Palmas de Gran Canaria, Spain.

Menezes, C.(1914) Flora do Arquipélago da Madeira (Phanerogamicas e Cryptogamicas Vasculares). Typ.Bazar do Povo. Funchal.

Monod, T. (1990) Conspectus Florae Salvagicae. Boletim do Museu Municipal do Funchal, Suplemento nº1.

PRESS, J. R. & SHORT, M. J. 1994. Flora of Madeira. The Natural History Museum. London.

Métodos e Critérios de Avaliação:

Frequência prática 35%
Frequência teórica 35%
Avaliação de caderno de identificações/campo 30% (não recuperável em época de recurso)

Nota mínima de cada componente - 9,5 valores